Yasuhiro Kumaki destaca investimento no departamento de robótica / Foto: Gustavo Rejani

Yasuhiro Kumaki destaca investimento no departamento de robótica / Foto: Gustavo Rejani

Ao completar 40 anos de atuação em Mogi das Cruzes, no mês que vem, a Nachi do Brasil tem planos ambiciosos de expansão. Especializada na produção de rolamentos de esferas para o setor automotivo de duas rodas e ferramentas de corte, a empresa almeja atender também o segmento de quatro rodas e industriários, a partir de 2015, ano em que planeja aumentar em 50% a sua atual produção mensal de 2 milhões de peças e atingir 100% em 2020.

“Consequentemente, novos postos de trabalho serão criados. Apesar de a maioria dos equipamentos empregarem tecnologia de ponta, vamos gerar empregos”, adianta Yasuhiro Kumaki, diretor-presidente da multinacional japonesa no Brasil. Ele está no comando da empresa desde 2010, quando fixou residência em São Paulo. O executivo não informou o valor do investimento nem quantos empregos serão gerados.

A Nachi do Brasil, revela Kumaki, aposta no aquecimento do setor automotivo e vê nesse nicho da economia uma oportunidade para crescer ainda mais. “O próprio crescimento da Nachi, no País, ocorreu em razão da expansão do setor de duas rodas. Em consequência  disso, estamos investindo no segmento de quatro rodas, ou seja, é natural que empresas do setor se atualizem e ofereçam novos e atrativos serviços ao mercado”, destaca o diretor-presidente, num português frágil, em razão do pouco tempo em que está no Brasil, ressaltando que é uma forma de atender a esta demanda.

A empresa atua, ainda, com máquinas operatrizes, equipamentos hidráulicos, robôs industriais, sistemas de controle ambiental e aços especiais, dentre outros. No segmento motociclístico, a Nachi fornece rolamentos para as principais empresas do setor, como Honda, Yamaha, Suzuki e Kawasaki.